Pirenópolis

Pirenópolis é um município histórico, sendo um dos primeiros do estado de Goiás. Foi fundado com o nome de Minas de Nossa Senhora do Rosário (mais tarde minas de nossa senhora do Rosário de meia Ponte) pelo português minerador Manoel Rodrigues Tomar (alguns historiadores denominaram-o como Manoel Rodrigues Tomás). As minas da região foram descobertas pelo bandeirante Amaro Leite, porém foram entregues aos portugueses por Urbano do Couto Menezes, companheiro de Bartolomeu Bueno da Silva, o Anhanguera Filho, na primeira metade do século XVIII. Segundo a tradição local, o arraial foi fundado em 7 de outubro de 1727, porém não há documentos comprobatórios e muitos historiadores e cronistas antigos afirmam ser a fundação em 1731.

Foi importante centro urbano dos século XVIII e XIX, com mineração de ouro, comércio e agricultura, em especial a produção de algodão para exportação no século XIX. Ainda no século XIX, com o nome de cidade de Meia Ponte, destacou-se como o berço da música goiana, graça ao surgimento de grandes maestros, bem como berço da imprensa em Goiás, o primeiro jornal do Centro-Oeste e o primeiro do Brasil a ser editado fora de uma capital, o Matutina MeiaPontense, que servia de correio oficial para a Província de Goiás e de Mato Grosso

Foi em Meia Ponte que surgiu a primeira biblioteca pública; o primeiro professor público de boas letras, para ensinar a população a ler o primeiro cinema, o Cine-Pireneus; e três teatros na virada do século XIX para o XX. Com tudo isso, ganhou a fama de Berço da Cultura Goiana.

Mudou seu nome, em 1890, para Pirenópolis, a cidade dos Pireneus, serra cujo nome lembrava por alguns os Montes Pireneus da Europa

Em 1989, a cidade foi tombada pelo IPHAN, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, como conjunto paisagístico e em 1997 iniciou-se um projeto de revitalização do Centro Histórico, quando a Igreja Matriz, o Cine-Pireneus, o Teatro de Pirenópolis e outros monumentos foram restaurados, reformados e reconstruídos criteriosamente.

Pirenópolis mantém suas tradições, as atividades culturais e as festas populares que a destaca das outras cidades desde os tempos de sua fundação. A Festa do Divino Espírito Santo é a maior manifestação popular de Pirenópolis, pois mescla variadas manifestações religiosas e profanas, de diversas origens e significados.  É nessa festa que acontece as Cavalhadas, reconhecida como uma das mais significativas do Brasil, que virou símbolo e modelo para outras cidades. A pompa, a garbosidade e a seriedade desta manifestação envolve toda a população que espera ansiosamente por este momento.

A Cidade de Pirenópolis é cercada por uma natureza exuberante, aos pés da Serra dos Pireneus, oferece aos seus visitantes agradável estada com diversos atrativos naturais como cachoeiras, reservas ecológicas, parques e belos mirantes.

Situada na Região Central do Estado de Goiás, constitui um dos destinos mais agradáveis da região para descansar, desfrutar da natureza e de uma farta culinária.